Leser/innenkommentare

Dieta Da NASA

"Paulo Joao Lucas" (2018-06-13)

 |  Antwort abschicken

link home page

Às vezes alguma coisa mais sério tem que suceder para que uma mobilização ocorra em benefício de melhorias. Infelizmente foi desse modo que o tópico da segurança dos ciclistas que treinam pra brigas na rua passou a ser abordado com mais regularidade. A primeira da vitória da CSCRJ veio em insuficiente tempo e já foi um marco na história da cidade. Pratico o ciclismo nas ruas do Rio há mais de 18 anos, principalmente no Aterro do Flamengo. Pra ler pouco mais nesse cenário, você poderá acessar o site melhor referenciado desse conteúdo, nele tenho certeza que localizará outras fontes tão boas quanto estas, veja no hiperlink deste website: navegar neste web-site.


A fabricação de uma área deste tipo é um marco pra todos que praticam o esporte na cidade. Em 1997 fui atropelada, quando vinha treinar no Aterro. Por que os ciclistas não treinam pela ciclovia? A resposta é bem claro. Cada ciclovia retém um conjunto de regras específico, todavia na sua maioria há um limite de velocidade de 30 Km/h, como é o caso da ciclovia da orla do Rio de Janeiro. A barreira dos 30 Km/h é facilmente ultrapassada pelos ciclistas de maior performance.



  1. Dormir bem

  2. Salada de cenoura ralada o desejo

  3. Faça um agachamento bem lentamente Lentamente, segurando halteres pela altura do peito

  4. Lanche da tarde: Duas claras de ovo cozidas e um copo de suco ou leite de soja light

  5. um xícara de frutas vermelhas

  6. Coma algumas bolachas "cream cracker" antes de se erguer da cama

  7. Vôlei de praia: 400 a 550 calorias



Pra se ter uma ideia, no Tour de France, a prova mais conhecida do universo, a velocidade podes exceder oitenta Km/h em alguns trajetos. Portanto, a única possibilidade de local de treino passa a ser as vias que também são utilizadas por veículos. A alta velocidade das bicicletas aliada à falta de respeito por quota de alguns motoristas representam um grande risco pros atletas. A APCC surgiu pra apagar este traço. Seu modelo de funcionamento poderá ser replicado em qualquer outra cidade para incentivar e defender a prática do ciclismo.


Recentemente foi inaugurada a segunda APCC do Rio de Janeiro pela Barra da Tijuca, mais uma respeitável vitória da CSCRJ. Iniciado como esporte em meados do século XIX na Inglaterra, o ciclismo é fundamentalmente uma corrida de bicicleta em que o propósito é vir primeiro a estabelecida meta ou realizar um percurso no pequeno tempo possível. O Respeite foi discutir com o presidente da CSCRJ Raphael Pazos. Qual a importância da APCC pra cidade do Rio de Janeiro?


A relevância da APCC não é só para a Cidade do Rio de Janeiro e sim pra todas as cidades brasileiras. Todas as APCC’s serão uma homenagem a todos os ciclistas que ficaram com graves sequelas ou que tiveram tua existência interrompida por causa de acidentes durante o treinamento. Até insuficiente tempo tínhamos o autódromo e o velódromo para treinar, porém depois da demolição de ambos apenas nos restou as vias publicas.


A maioria das pessoas desconhece, contudo o ciclismo é o esporte que mais mata no universo, dado que os treinamentos são efetuados no mesmo lugar onde circulam os veículos. Em nenhum recinto do universo existe uma área onde o poder publico se responsabiliza pela segurança dos ciclistas, seja garantindo o contato zero com os automóveis, seja garantindo o risco zero contra assaltos e roubos a bicicletas. A CSCRJ tem como intuito socorrer o poder público a apreender nossas necessidades pra que eles possam atuar de modo mais competente em prol desta modalidade esportiva que vem crescendo exponencialmente não só no RJ mais por todo o Brasil. Passado mais de um ano depois da instalação da primeira APCC, é possível perceber transformações na prática do esporte? Nos dias de hoje por volta de duzentos ciclistas e triatletas treinam diariamente de 3ª a 5ª feira das 4h às 5h30 pela APCC ATERRO DO FLAMENGO. Posso salientar que a principal transformação almejada foi atingida: navegar neste web-site conseguimos minimizar significativamente o número de acidentes (fatais ou não) envolvendo automóveis e ciclistas de guerra em nossa Cidade. Acrescento do número de adeptos a modalidade olímpica ciclismo em qualidade pontualmente de existir um ambiente seguro pra treinamento.


Depois da navegar neste web-site formação da primeira APCC notamos um crescimento no número de ciclistas PNE (portadores de necessidades especiais) como essa de o de meninas entre 11 a 18 anos. A APCC bem como coopera muito para o acrescento de performance dos ciclistas e triatletas mais experientes que, mesmo a maioria sendo amadores, competem a nível nacional e internacional. Nos dias de hoje contamos com dois APCC’s pela cidade do Rio. Existe suspeita para a instalação de outras áreas pela cidade?



Kommentar hinzufügen