Leser/innenkommentare

Márcio Matos Oliveira Tinha 33 Anos

"Pedro Heitor" (2018-06-12)

 |  Antwort abschicken

apenas clique em próximo post

Márcio Matos Oliveira tinha trinta e três anos. Segundo polícia, a hipótese de latrocínio está rejeitada, apenas clique em próximo post razão de nada foi levado da moradia da vítima. O governador do estado, Rui Costa (PT), falou nas mídias sociais que mandou à Secretaria de Segurança Pública "a imediata e rigorosa apuração do crime". Segundo a Polícia Civil, a vítima foi assassinada na frente do filho de 6 anos.


Não há dados sobre o assunto as situações do crime, nem ao menos sobre o assunto autoria e motivação. A polícia investiga e de imediato descartou a teoria de latrocínio, já que nada foi levado da residência da vítima. Uma equipe da coordenadoria da Polícia Civil de Jequié acompanha as investigações. O organismo foi levado pro Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Jequié. Por meio das mídias sociais, o governador Rui Costa lamentou a morte de Márcio Matos.


Lamento a morte de Márcio Oliveira Matos, mais chamado de Marcio do MST. Conhecido pela firme briga apenas clique em próximo post defesa da igualdade social, ele foi assassinado no município de Iramaia. Tão logo soube da infeliz notícia, determinei à Secretaria de Segurança Pública a imediata e enérgica apuração do crime. Meus sentimentos de pesar aos amigos e familiares já de profunda dor", ponderou o governador. A superintendência regional do Incra na Bahia também lamentou a morte do líder do MST. De acordo com o Incra, o acontecimento ocorreu no assentamento Interessante Sorte Una, situado no município de Iramaia, onde Matos era assentado.


O Incra anunciou assim como que "solidariza-se com a família de Marcio Matos e aguarda o efeito das investigações e a devida responsabilização dos culpados". Márcio Matos, mais denominado como Marcinho, era filho do ex-prefeito de Vitória da Conquista e ex-deputado estadual Jadiel Matos. Aos vinte e um anos, foi eleito o mais jovem integrante da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Além de dirigente estadual do MST, Márcio Matos ocupava nos dias de hoje o cargo de secretário de Administração de Itaetê, no sudoeste da Bahia, a vince e seis quilômetros de Iramaia, onde morava com a família.


O dirigente do MST residia no Assentamento Bacana Sorte, na localidade da Chapada Diamantina. O MST divulgou uma nota lamentando a morte do militante e destacando o instante de luto. É com pesar e revolta que recebemos a jururu notícia do assassinato do companheiro Márcio Matos (trinta e três), dirigente do MST e fonte política na competição pela terra no estado da Bahia.


Marcinho, como era popular, foi morto na noite desta quarta-feira (24), na sua moradia, localizada no Assentamento Legal Sorte, em Iramaia, pela localidade da Chapada Diamantina. Segundo relatos dos familiares e amigos, o dirigente foi falecido com três tiros na frente de seu filho. Natural de Vitória da Vitória, no sudoeste baiano, se tornou uma das principais lideranças Sem Terra no estado, famoso na articulação com os partidos de esquerda, movimentos e corporações populares. No MST, assumiu a direção nacional ainda jovem e permaneceu pela tarefa por oito anos, se destacando pelo perfil de mobilizador das massas.


Pai, camponês, filho da categoria trabalhadora e comprometido com a transformação social, Marcinho assumiu, no último período, a Secretaria de Administração de Itaetê e contribuiu diretamente com a Esquerda Popular Socialista (EPS), corrente interna do Partido dos Trabalhadores (PT). A morte do companheiro se soma a um lastimoso assunto nacional de agressão contra os trabalhadores e trabalhadoras do campo. Comissão Pastoral da Terra (CPT), foi um ano sangrento. O assunto vivido pelos povos da terra, das águas e das florestas exigiu teimosia, resistência e questionamento a respeito do papel do Estado", explica a entidade.


Diante disso, sinaliza algumas informações parciais sobre a ferocidade no campo. Segundo a Comissão foram 65 pessoas assassinadas em conflitos no campo, em vários casos com requintes de brutalidade, índice que confere ao Brasil o título de nação mais violento às populações camponesas no mundo. O cruel assassinato de Marcinho nos lembra que há cinco anos perdemos o companheiro Fábio Santos, que bem como era dirigente dessa organização.


Fábio foi assassinado com 15 tiros na frente de tua companheira e filhos, no percurso que realizava entre a sede do município de Iguaí ao distrito de Palmeirinha, ambos no Sudoeste da Bahia. Aproveitando a oportunidade, acesse também esse outro blog, trata de um tema relativo ao que escrevo neste post, poderá ser proveitoso a leitura: apenas clique em próximo post. Até desta forma, ninguém foi preso e a impunidade persisti. Esse é uma etapa de luto, todavia bem como de briga. Deste jeito, exigimos que a Justiça inicie agora as investigações a respeito do assassinato de Márcio.


Não permitiremos que essa morte passe impune e daremos perpetuidade a briga popular travada por ele nas imensas trincheiras. Nos solidarizamos com os familiares, amigos e toda militância Sem Terra que localiza-se mobilizada nos assentamentos e acampamentos espalhados na Bahia e juntos faremos nosso choro de repúdio ser escutado. Detalhes recentes da economia americana aumentam a expectativa sobre uma eventual alta dos juros, o que afeta negativamente o mercado de ações. Suspeito dispara depois de ser agredido por grupo. Polícia pediu a prisão dele.


Devido à ritmicidade das contrações cardíacas, as ar-térias apresentam pulsações que vão diminuindo devido à resistência vascu-lar e chegam quase a zero apenas clique em próximo post que momento o sangue passa pelos capilares e pelos tecidos. A complacência ou distensibilidade arterial permite o corrente incessante do sangue pelos tecidos, evitando que este ocorra só ao longo da sístole. As pressões são auscultadas utilizando-se um estetoscópio e um manguito que se enche de ar. Quando o manguito fecha a artéria em sua quase totalidade são escutados ruídos a cada sístole. Estes ruídos são conhecidos como sons de Korotkoff e são causados pela passagem do sangue pelo vaso parcialmente fechado.


  • 11 pç Telhas fibrocimento quatro,0mm de 0,50x2,quarenta e quatro
  • Explorações espaciais
  • 2742 Expressões | onze Páginas
  • Avaliação do segundo bloco
  • 8 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares,
  • nove doze 170

O envelhecimento das paredes das artérias, causando endurecimento, espessamento e perda de elasticidade caracteriza um grupo de distúrbios conhecidos como arterios-cleroses. As veias possuem a atividade de carregar o sangue de volta ao coração depois de ter passado pelos tecidos. A combinação de todas as veias termina por formar as veias cavas superior e inferior que desembocam no átrio justo do coração. Sendo assim, denomina-se pressão venosa central à pressão no átrio direito do coração.


A pressão normal no átrio correto retém valor próximo de zero, podendo ser alterada em casos de insuficiência cardíaca. A pressão elevada do átrio certo para o-voca acúmulo de sangue nas veias e, consequentemente, há a formaçào de ede-ma nos tecidos do organismo devido à complexidade do líquido intersticial retor-nar às veias. As veias dos participantes inferiores possuem válvulas que impedem a desci-da do sangue, dividindo a coluna de sangue e, consequentemente, diminuindo a pressão causada pela gravidade facilitando portanto o retorno venoso.



Kommentar hinzufügen