Leser/innenkommentare

Implementação De Discos Híbridos De Estado Sólido No Local De Trabalho

"Maria Alice" (2018-06-05)

 |  Antwort abschicken

Pra ver o ritmo dos avanços na tecnologia de processadores, os discos rigorosos (HDDs) tiveram que evoluir. Você poderá desejar ver mais alguma coisa mais profundo referente a isso, se for do seu interesse recomendo ir até o blog que deu origem minha artigo e compartilhamento dessas sugestões, olhe link web site e leia mais sobre isto. As unidades de estado sólido (SSDs) geraram muito interesse como uma solução de armazenamento mais eficiente e de superior produtividade. Porém, a despeito de a tecnologia SSD tenha provado fornecer um desempenho significativamente aprimorado e utilização de CPU mais alta, ela tem um valor exepcionalmente grande.


A SSD poderá ser uma solução possível pra sistemas limitados a 64 GB - 128 GB de armazenamento, entretanto a maioria dos notebooks e desktops comerciais requerem uma perícia mais alta. Isto coloca a SSD fora do alcance dos orçamentos típicos de armazenamento pra esses sistemas. Os discos híbridos de estado sólido (SSHDs) conseguem completar estas lacunas de desempenho e técnica de modo acessível.


Eles reunem a velocidade da SSD e a técnica do HDD com uma relação preço-desempenho muito abaixo das SSDs e ligeiramente acima dos HDDs. Os SSHDs foram testados em comparação com HDDs habituais e SSDs usando tempos de inicialização e inicialização de aplicativos em notebook. As tuas abordagens apresentam bem o vínculo entre a procura de detalhes no armazenamento em massa e o fornecimento desses detalhes para a CPU. A Seagate construiu um banco de ensaio utilizando três notebooks aproximados sem marca. Cada um era exatamente aproximado aos outros em todos os aspectos, exceto pelo microprocessador usado.


Um sistema incorporou um processador link web site Intel Core i3; o segundo, um Core i5; o terceiro, um Core i7. Assista ao filme para atribuir como o SSHD dá quase a mesma velocidade da SSD a um valor mais próximo ao do HDD. Esses resultados de teste declaram evidências que demonstram os privilégios de desempenho associados ao emprego da memória de estado sólido. As SSDs e SSHDs apresentam um proveito de desempenho do sistema positivo significativo em relação aos HDDs de 7.200 RPM. Também, o SSHD apresenta um desempenho quase parecido ao de uma SSD autônoma. Os SSHDs respondem bem à proporção que a velocidade do processador se intensifica, promovendo ainda mais benefícios.


Estas descobertas são reforçadas na seguinte pontuação PCMark Vantage, que avalia o funcionamento relativo de HDD de 5.400 RPM, HDD de 7.200 RPM e SSHD. A ferramenta que possibilita a fusão da tecnologia SSD e HDD, convertendo em desempenho aprimorado, é chamada de tecnologia Adaptive MemoryTM. A Seagate montou essa tecnologia a fim de dar os benefícios de funcionamento incorporados em um mecanismo de armazenamento compatível retroativamente.



  1. Modo laptop: desliga a tela traseira, fazendo com que o Taichi funcione como um netbook normal

  2. Perspectiva de expansão

  3. Moto G6 Play

  4. Reply Paula Maio 11, 2017 at 12:07 am

  5. 20/2/2018 12:27 Denunciar

  6. Artur citou

  7. Notebook Gaming Dell Inspiron 15

  8. Expectativa de trabalhar em temperaturas maiores que os HDDs comuns - por volta de 70° C



aprender mais aqui

Em novas expressões, ele se parece e se comporta exatamente como um HDD tradicional para um computador host, porém disponibiliza o funcionamento de uma SSD. Leia Adaptive Memory: o segredo dos discos híbridos de estado sólido pra saber mais. Esses resultados impressionantes são baseados em Computadores utilizando HDDs usuais pra armazenamento. As soluções SSHD são capazes de agir como um multiplicador de produtividade para produzir resultados ainda mais fortes. Vamos supor que o uso médio de computador por dia seja de cinco horas.


Se 10% deste trabalho necessitar de acesso a detalhes em armazenamento em massa (uma estimativa bastante conservadora), isso significa que 30 minutos por dia da operação de um micro computador depende diretamente do funcionamento do armazenamento. Então, comparativelmente, um SSHD pode com facilidade fornecer seis minutos por dia de produtividade aprimorada multiplicando esses 30 minutos por um ganho de 20% em velocidade.


E esses resultados de produtividade são economicamente acessíveis. Um disco SSHD custa mais do que um disco rígido usual, no entanto a produtividade mais alta que ele garante acarreta um rapidamente retorno no investimento. 25 por hora poderá pagar por essa diferença em por volta de trinta e dois dias simplesmente sendo mais eficiente. Deste ponto em diante, o acrescento de produtividade é gratuito. A melhor solução pra atender a essa indispensabilidade por desempenho de armazenamento e técnica maiores, mantendo-se, ao mesmo tempo, dentro dos limites orçamentários das empresas de TI, será uma união da tecnologia SSD com a do disco rígido tradicional. O disco Seagate® Momentus® XT com armazenamento híbrido e tecnologia Adaptive Memory está disponível no laptop Dell Latitude. Saiba mais visitando o website da Dell.


É um indício de que o disco exigente está com a confiabilidade comprometida, com tendências a exibir dentro de qualquer tempo, dificuldades mais link web site sérios. O usuário poderá deste modo realizar um backup ou providenciar a substituição do disco rigoroso. Em novas palavras, a tecnologia SMART permite responder a seguinte pergunta: o disco severo está ou não com alta confiabilidade? Possuo um Pentium MMX de 200 MHz com chipset VX. O micro possuía um HD de 2.1 GB modelo Medalist 2132, da Seagate. Adquiri um segundo HD, um Quantum Fireball de 5,1 GB. Instalei-o como Master Primário e o HD Seagate como Slave Primário. O HD Seagate não é reconhecido, mesmo configurando o BIOS pra reconhecer as duas unidades.


Neste instante tentei todas as configurações possíveis e a única que funcionou foi deixar a unidade de CD-ROM como Slave Primária e o HD Seagate como Slave Secundário, só que a inicialização da máquina fica muito lenta. Segui todas as instruções dos manuais, e consigo fazer qualquer outro HD funcioanar como Slave Primário, menos com esse Seagate. Não se esqueça que quando ligamos dois HDs pela mesma interface IDE, não basta configurar um como Master e outro como Slave. O Master precisa bem como que possa ser feita a configuração Slave Present, com a qual é feita a discernimento entre um Master sozinho (One drive only) e um Master com Slave (Drive is Master, Slave present).


Vários modelos de HD não necessitam dessa configuração, entretanto a maioria necessita. Não descarto a perspectiva desses 2 discos exigentes serem incompatíveis entre si. Este tipo de incompatibilidade não deveria passar-se, porque ambos seguem o padrão IDE, contudo mesmo desse modo acontece pela prática. Imediatamente observei um caso parelho ao teu, no qual um HD Seagate e um Quantum não funcionavam na mesma interface. No caso, eu tentava instalar o Quantum como Slave e o Seagate como Master, porém a instalação funcionou no momento em que configurei o Quantum como Master e o Seagate como Slave.


Isso não é uma especificação geral, contudo somente uma tentativa bem sucedida de contornar uma incompatibilidade. A melhor maneira de dar no pé dessas incompatibilidades é instalar cada disco como Master, sendo um pela interface IDE primária e outro na secundária. O problema é que você fez isso e a partida ficou lenta. Tente instalar um HD como Master sem slave na interface primária e o outro como Master com slave pela interface secundária. Instale assim como o drive de CD-ROM como Slave pela interface secundária. Se mesmo desta maneira você tiver dificuldades, experimente instalar o drive de CD-ROM na interface IDE da placa de som (terciária).


Observe assim como que a instalação de uma unidade de CD-ROM e um disco exigente pela mesma interface IDE provoca queda imediata no funcionamento do disco exigente, caso o chipset utilizado seja o i430FX. Chipsets mais novos, como o i430HX, i430VX, i430TX e superiores não apresentam este dificuldade. Tenho um Pc Pentium 100 MHz, 64 MB RAM e HD 2,0 GB, particionado em 2 de 1,0 GB (C: e E:) e mais um HD de 1,0 GB (D:). O drive do CD ROM é F:.



Kommentar hinzufügen